Jan. 15

10 tendências de design gráfico para 2021

 

2021 chegou (ou será um 2020.2 ?) e, mesmo que o mundo ainda pareça um pouco negro, cabe-nos o maravilhoso trabalho de, durante mais um ano, ver, pesquisar e criar coisas bonitas!

Apesar do travo ligeiramente amargo com que iniciamos o ano e já que fisicamente as nossas fronteiras continuam bastante restritas, aproveitamos o mundo da criatividade para derrubar limites! Por isso, vamos descobrir o que o mundo do design gráfico nos reserva em termos de tendências para as criações deste ano?

 

1. Cores “Apagadas” e de inspiração natural

As cores “apagadas” são cores com baixos níveis de saturação, ao contrário das cores vivas. Estes tons transmitem segurança e até mesmo nostalgia (por que será?), mas também se identificam com o natural e o orgânico, por isso, muitas empresas ligadas à área do bem-estar e do saudável têm vindo a usar estas paletas “apagadas”.
O uso crescente destas cores vem juntar-se a outra tendência que tem ganho destaque nos últimos anos: os designs inspirados na natureza, com luzes naturais, tons suaves e terrosos, gradientes naturais nos esquemas de cores e linhas fluidas. O ano 2020 serviu como lembrança de tudo o que perdemos quando ficamos em casa e pode ter sido a alavanca que faltava para trazer esta tendência para a ribalta!

 

 

2. Visualização de Dados Simplificada

O objetivo de qualquer apresentação de dados visual deve ser tornar informações complexas mais simples e de rápida compreensão. Principalmente nesta fase, em que vivemos sedentos de informação e em que a mesma é fundamental para vivermos a nossa vida quotidiana de forma segura, há uma preocupação crescente em transmitir dados de forma simples e apelativa.

 

 

3. Formas Geométricas

No último ano, surgiram designs com muitas formas abstratas e fluídas, mas este ano essas formas foram substituídas por padrões e formas geométricas rígidas com arestas acentuadas. A opção por formas “duras” e rígidas criam um contraste com as cores “apagadas” e naturais, dando origem a designs interessantes!

 

 

4. Ilustrações e Ícones Bidimensionais

Embora o desenho 3D continue a ser uma tendência crescente (que ganhou destaque em 2020, como podes ver aqui) , o flat design está cá para ficar. Muitas marcas estão a usar ilustração e ícones bidimensionais nos seus websites e redes sociais, com mais ou menos cor, com ou sem texturas, com ou sem animação. Os ícones, principalmente, continuam a constituir uma poderosa ferramenta de comunicação visual, já que com um simples ícone é possível comunicar conceitos com menos espaço e palavras.

 

 

5. Fontes Serifadas

A fonte serifada é um dos estilos tipográficos mais antigos e que ainda hoje é utilizado. Por essa razão, as fontes serifadas são consideradas clássicas, elegantes e confiáveis. Elas podem evocar um sentimento de nostalgia, e é por isso que muitas empresas de serviços relacionados com a área financeira usam fontes serifadas na sua comunicação, muitas vezes em contraste com cores arrojadas e ilustração para composições interessantes e apelativas.

 

 

6. Carrossel nas Redes Sociais

Diz-se que uma imagem vale mais que mil palavras mas... e se precisarmos de comunicar 6000 palavras? Talvez precisemos de mais de uma imagem! E aqui surge a ferramenta de Carrossel nas redes sociais. Esta ferramenta, que consiste num conjunto de slides com mensagens mais longas do que aquelas partilhadas em publicações individuais, têm ganho cada vez mais adeptos, principalmente conteúdos políticos, de justiça social e também informação sobre saúde. As redes sociais são o principal meio de comunicação contemporâneo (com todas as vantagens e desvantagens), principalmente para transmitir informações imediatas e esta ferramenta Carrossel permite a passagem de informação extensa de uma forma, ainda assim, apelativa. Mais ainda, os algoritmos de algumas redes sociais parecem promover mais esta ferramenta do que as publicações de apenas uma imagem.

 

 

7. Vídeos com Texto

O teletrabalho vai continuar a ser uma realidade este ano – uma péssima notícia para o Jorge, que tem 3 filhos pequenos e gosta de conversar na copa, mas uma excelente notícia para a Marina da contabilidade, a quem estão sempre a roubar o iogurte do lanche.

Com esta forma de trabalho a enraizar-se, cada vez mais, nas nossas vidas, arranjar novos conteúdos visuais irá tornar-se cada vez mais difícil. Os vídeos que fazem muito uso de texto foram uma maneira de contornar isso: em vez de ser necessário uma equipa inteira de produção para criar vídeo, é possível criar vídeos com muito texto numa fração do tempo. Esta forma de criação de vídeo é estranha e contraria o que se considerava correto para manter a atenção do espetador mas, como tantos outros, também este paradigma foi alterado no ano que passou.

 

 

8. Voxel Art Design

Ao contrário de outras tendências, que temos visto ganhar destaque em anos anteriores, a arte Voxel é uma estreia a que vamos assistir em 2021!
Um voxel é um cubo 3D e consiste, basicamente, na versão 3D de um pixel 2D. Confuso? No fundo, voxel art é uma imagem composta por blocos simples que juntos criam algo muito, muito maior (será uma metáfora do espírito de comunidade a que fomos assistindo em ano de pandemia? Não, provavelmente não.).
Este estilo já é conhecido e foi popularizado por videojogoso como o Minecraft. É instantaneamente reconhecível, tem uma simplicidade ligeiramente infantil e um apelo retro que promete inspirar muitos designers!

 

 

9. Caos tipográfico

Como se já não existisse caos suficiente...
Em 2021, vemos a tipografia a quebrar regras, romper com grelhas e (des)organizar-se no puro caos e confusão (acho que já vi isto!). Deixando grafismo e fotografia para trás, a tipografia chama a si a atenção nos designs, reclamando a posição de destaque.

 

 

10. Ilusões de ótica

Captar a atenção do espectador é o objetivo principal do design gráfico (seja para causar uma emoção ou passar uma mensagem) e há um tipo de grafismo em que essa atenção é garantida: ilusões de ótica!
Existem, claro, situações muito particulares em que a utilização deste tipo de imagem faz sentido e 2021 será um ano em que o seu uso vai ficar muito popular. Escher ficaria muito orgulhoso!

 

 

Em resumo, 2021 será o ano de: muita informação em vários meios, tons apagados, várias partes que criam um todo, alguma ilusão e caos. E , claro, as tendências que falamos acima!

  

 

Classifique este item
(2 votos)

ARTIGOS RELACIONADOS